TRILHA SONORA

sexta-feira, 21 de abril de 2017

SOBRE O SÍTIO


Das marcas da minha infância
Restou somente a esperança
Um pé de jabuticaba
Meu cabelo feito trança
E no oitão do casarão
Lembro as festas de São João
Que ficou só na lembrança!

Lembro a família reunida
Já em torno do fogão
As histórias de romance
E tantas de assombração
Que mãe contava à noitinha
E pra findar inda tinha
Pai tocando um violão.

Às vezes no mês de Maio
A novena vó rezava
E depois da reza toda
A criançada brincava
De toca e de se esconder
Enquanto iam benzer
As flores que se queimava.

Me lembro da minha mãe
Lata d'água carregando
O cheiro daquela terra
Pai uma enxada encaibrando
Meus irmãos colhendo fruta
E no caminho da luta
A gente ia arengando.

Hoje o destino nos lembra
Do quanto nos transformamos
Das escolhas que fizemos
Das durezas que encaramos
Do peso dos nossos ombros
Da coragem, dos assombros
E as pessoas que deixamos.

Quando a saudade maltrata
Venho à beira do açude
Que a roupa mãe lavava
Quando dispunha saude
Recordar o meu passado
Refletir se fiz errado
Aquilo que eu quis e pude.

Helena Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DÊ SEU PITACO: