TRILHA SONORA

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

SOBRE A INSÔNIA


A insônia do Amor me deu o braço
E levou-me de vez para o altar
Me roubou o privilégio de sonhar
E de ter nos meus sonhos teu abraço
Nem à noite vencida no cansaço
Da labuta, eu consigo me render
Já não sei o que eu devo fazer
Se eu deito só te vejo em minha frente
Tá difícil repousa o corpo e a mente
Se a vida não me deixa te esquecer!

(Helena Cardoso)